​AGRICULTURA
Empresários colhem 75 mil toneladas de soja em Roraima
Repórter: Isaque Santiago | Edição: Secom | Foto: Carlos Antônio

O dia de campo realizado na manhã de sábado, 3, na fazenda Luana Luíza, certamente ficará marcado na história da agricultura do Estado. Foram mais de 25 mil hectares de soja plantados em Roraima, totalizando 75 mil toneladas em colheita. O apoio do Governo do Estado foi fundamental para que a agricultura alcançasse a marca recorde, rendendo ao Estado destaque nacional.

A governadora Suely Campos destacou a importância do plantio de soja e do agronegócio para o Estado de Roraima. “O agronegócio caminha para a ser a grande matriz econômica do Estado, gerando desenvolvimento para a nossa região. Hoje a colheita está sendo feita em uma área de 25 mil hectares. Esperamos obter resultados ainda melhores no próximo ano, que possamos dobrar esses números”, reforçou.

Suely também afirmou que a regularização fundiária colabora para o crescimento do agronegócio. “Por muitos anos empresários temiam investir em Roraima devido à insegurança jurídica quanto a regularização de terras. Com o repasse de terras da União para o Estado este problema será resolvido. Nos próximos meses iniciaremos a emissão das primeiras titulações”, disse.

O secretário de políticas agrícolas do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Neri Geller, também esteve presente no evento de colheita do grão. “Roraima é um Estado que tem tudo para crescer no agronegócio. Essa colheita é prova disso. Muitos empresários do setor demonstraram interesse em investir aqui. O Governo do Estado tem o total apoio do Mapa para alavancar este setor que gera grandes riquezas”, pontuou.

O titular da Seapa (Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Gilzimar Barbosa, declarou que os incentivos fiscais do Governo do Estado têm colaborado com o agronegócio. “A governadora Suely Campos resgatou a Lei 215, que concede isenção de ICMS [Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços], tornando os combustíveis 17% mais baratos, além da isenção do IPI [Imposto sobre os produtos industrializados] tornando o processo de industrialização de grãos 5% mais barato”, relatou.

O presidente da COC (Comissão Organizadora da Colheita da Soja) em Roraima, Marlon Buss, afirmou que o plantio de soja em Roraima tem um vasto mercado, pois é produzido na entressafra do restante do País. “Quando os outros Estados estão plantando, nós estamos colhendo. Isso nos garante um excelente mercado. Quando colhemos, podemos usar a terra para a criação de gado, fazendo a integração lavoura-pecuária. Além disso, o apoio do governo tem sido fundamental para o desenvolvimento do setor produtivo”, pontuou. 

Pesquisa

Noticias
06/09/2016 - 11:21 | Notícias
AGRICULTURA FAMILIAR
Noticias
06/09/2016 - 10:26 | Notícias
​AGRICULTURA
Noticias
06/09/2016 - 10:22 | Notícias
Setor produtivo
Noticias
02/08/2016 - 12:28 | Notícias
MICROEMPRESAS E PEQUENO PORTE
 Notícias